o mito do "primo de segundo grau"

 

categoria : família, primo em 19 maio de 2015 por Milena

Todo mundo tem um primo de segundo grau, certo?

Errado!

Sei que é difícil acreditar, mas primos de segundo grau simplesmente NÃO EXISTEM!

Você se pergunta: Como assim não existem?

Calma, você não está tendo alucinações vendo e conversando com pessoas que não existem. O que não existe é o grau de parentesco!

Aí você respira aliviado e pensa: ah tá, aquela história de que primo de segundo grau não é parente, né?

De fato não são. Mas o que eu estou tentando te dizer é a palavra primo e o segundo grau são incompatíveis! O únicos parentes de segundo grau que você pode ter são seus irmãos, seus avós e seus netos!

Isso mesmo! Seus irmãos são seus parentes de segundo grau, mesmo que sejam filhos do mesmo pai e da mesma mãe que você.

Seus pais e seus filhos são os seus parentes de primeiro grau. Já seus tios e sobrinhos são seus parentes de terceiro grau, não importa o quanto você os ame.

No Brasil, só são considerados como parentes na linha colateral (aqueles com os quais você tem um ancestral em comum, mas que não são seus ascendentes nem descendente) até o quarto grau (primos, tio-avô e sobrinho neto).

Já em linha reta, ou seja, as pessoas das quais você descende ou descendem de você, o parentesco não tem esse limite.

E aquele primo de segundo grau então? O que é seu?

Bom, ele pode ser filho do seu primo, ser filho dos seus tios-avós, ser seu amigo... Mas, ao menos aos olhos da lei brasileira, ele não é seu parente.

 

Curiosidades:

1) Também não existem tataravós, muito menos ta-ta-ta-ta-taravós. Sim, eles são seus parentes, mas o parentesco correto depois do bisavó é: trisavó, tetravó, pentavó... Igualzinho os prefixos usados para contar os títulos de campeonatos de futebol. Melhor a seleção brasileira ganhar outros títulos mundiais logo, senão nunca saberemos quais são os próximos parentescos!top