O direito de faltar no trabalho

 

categoria : trabalhista, falta justificada em 20 maio de 2015 por Milena

Trabalho é responsabilidade.

No entanto não é a única responsabilidade que temos na vida. Em alguns momentos outras responsabilidades nos chamam e devem ser atendidas.

Embora seja comum colocar o trabalho sempre em primeiro lugar, nossa responsabilidade maior é com a nossa família. E isso não é um pensamento de livro de auto-ajuda não. O legislador, reconhecendo a prioridade que deve ter a família na vida do indivíduo, concede ao trabalhador o DIREITO DE FALTAR ao trabalho, sem nenhum desconto no salário:

- 2 dias após o falecimento do cônjuge, ascendentes, descendentes, irmãos ou dependentes,

- 3 dias após o casamento

- 5 dias após o nascimento de filho.

Além destas hipóteses, há outros compromissos igualmente importantes em que as faltas são justificadas. São elas:

- o trabalhador pode faltar 1 dia a cada 12 meses para doar sangue, desde que devidamente comprovado;

- cumprir exigências do serviço militar

- realizar vestibular

- comparecer a juízo, seja como parte no processo, testemunha ou jurado no Tribunal do Juri

- alistar-se como eleitor (tirar o título de eleitor)

- compensar dia trabalhado na eleição

- se, na qualidade de representante de entidade sindical, estiver participando de reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro. 

top